Objetivo é desafogar necessidade de recursos da poupança, que estão em queda
Fundo hoje é usado para habitação popular de até R$ 190 mil; nova faixa deverá ter juros maiores
O governo estuda permitir que recursos do FGTS (fundo de garantia) sejam usados para conceder crédito na compra de imóveis de até R$ 300 mil –hoje, o teto é de R$ 190 mil, voltado para financiar habitação popular e o programa Minha Casa, Minha Vida.
O objetivo é aumentar o volume de recursos destinados ao crédito imobiliário, já que o saldo das cadernetas de poupança, usado para esse fim, vem baixando há meses.
Na Caixa Econômica Federal, principal banco no crédito imobiliário, a perda de recursos da poupança já provocou uma redução na concessão de crédito, e a situação pode atingir outros bancos.
A poupança, que perdeu R$ 29 bilhões em depósitos de janeiro até abril, financia imóveis de até R$ 750 mil pelas regras do SFH (Sistema Financeiro da Habitação).
Fonte: CBIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enquete

Qual serviço público requer mais atenção dos vereadores de Fortaleza?

Ver os resultados

Carregando ... Carregando ...

Newsletter

Cadastre-se e seja o primeiro a receber as novidades!